Menu


Trem turístico entre Rio e Minas deve entrar em operação em 2018

26 FEV 2018
26 de Fevereiro de 2018
Rio de Janeiro e Minas Gerais vão entrar nos trilhos muito em breve. Os dois estados da Região Sudeste se preparam para finalmente dar início às operações do Trem Rio-Minas. A futura linha turística vai ligar a cidade fluminense de Três Rios e a mineira Cataguases. A previsão é que o novo serviço entre em funcionamento no segundo semestre de 2018.

Com cerca de 120 quilômetros de extensão, o percurso do Trem Rio-Minas passará por um total de oito estações, que ficarão nos municípios de Três Rios (RJ), Chiador (MG), Sapucaia (RJ), Além Paraíba (MG), Volta Grande (MG), Recreio (MG), Leopoldina (MG) e Cataguases (MG). "Será o primeiro trem turístico interestadual", adianta Paulo Henrique Nascimento, presidente da ONG Amigos do Trem, que está à frente do projeto.

Ainda segundo ele, as viagens do Trem Rio-Minas serão realizadas aos sábados, domingos e feriados. Uma composição fará o trecho Três Rios-Cataguases, enquanto uma outra cumprirá o sentido inverso, ambas com partidas programadas para 9 horas da manhã. Cada um dos percursos deverá durar cerca de duas horas e cinquenta minutos. "Vamos resgatar um meio de transporte que, infelizmente, foi paralisado na década de 1980, além de manter preservado todo um patrimônio histórico, que são as estações", destaca Nascimento.

Fruto de um investimento de mais de R$ 800 mil, a composição do Trem Rio-Minas que fará o trajeto Três Rios-Cataguases deverá ter capacidade para transportar até 560 passageiros. Ela será composta de uma locomotiva modelo G12, um vagão gerador, dois vagões lanchonete/restaurante, cinco para classe turística e um para pessoas portadoras de deficiência.

Já a composição do trecho Cataguases-Três Rios terá também uma locomotiva, quatro vagões de classe turística e um de buffet, que, ao mesmo tempo, será gerador de energia. A capacidade deverá ser de até 320 passageiros. Todas estão sendo reformadas na oficina da ONG Amigos do Trem, localizada na cidade de Recreio, que conta com uma equipe com 12 funcionários. "Os vagões operavam no trecho Vitória-Belo Horizonte e eram utilizados até 2015. Foram fabricados na Romênia e iriam para a África, mas acabaram sendo adquiridos especificamente para o nosso trajeto", vibra Nascimento.

Geração de empregos
De acordo com Paulo Henrique do Nascimento, com o início das operações do Trem Rio-Minas, deverá ser gerado cerca de 500 empregos diretos e indiretos. O presidente da ONG Amigos do Trem ainda acrescenta que já estão sendo realizadas negociações com diversas empresas de turismo para a criação de futuros pacotes de viagens. "Acreditamos que o setor turístico das cidades será devidamente beneficiado", opina.

Empolgado, Nascimento adianta que, a médio prazo, existe a possibilidade do Trem Rio-Minas ganhar até mesmo um novo ramal. Com cerca de 40 quilômetros, o futuro trecho teria, inicialmente, três estações Santo Antônio de Pádua, no Estado do Rio, e Palma e Recreio, ambas em Minas Gerais. "É o ramal que antigamente chegava até Campos dos Goytacazes", ensina.


Por Luiz Almeida - Reportagem do Jornal O dia (foto Amigos do Trem/Divulgação)
Voltar

RÁDIO COMUNIDADE

FRIBURGO 104,9 FM

Rua Frossard, 37
Braunes - NF - RJ
Tel: (22) 2526-0411
Zap: (22) 99938-7490

Clique aqui para editar.

Tenha você também a sua rádio